PA Latino Americana
Notícias
O que aprender com a fusão entre as gigantes do varejo

Um fenômeno que tem chamado a atenção no Brasil nos últimos anos é a onda de fusões e incorporações que está ocorrendo entre as grandes empresas, originando novos gigantes, especialmente no setor varejista.

Isso ocorre porque as empresas veem na associação uma possibilidade de vantagens especiais, o que também pode ser aplicado as micro e pequenas empresas.

Aumento dos ganhos de escala

Um dos motivos básicos para a união de grandes empresas é a possibilidade de aumentar os ganhos de escala.

Um exemplo disso ocorre nas redes de lojas que comercializam eletrodomésticos, nas quais o lucro obtido na venda de cada produto individual é muito pequeno. Assim, para haver maior lucratividade, é necessário haver um grande o volume de vendas desses produtos, o que pode ser conseguido através da união de empresas desse setor.

Redução de despesas

Ao mesmo tempo em que permite o aumento do ganho de escala, a união de empresas possibilita a redução de despesas operacionais, com a centralização e unificação de vários departamentos. Dessa forma, com um número menor de empregados e com a concentração de processos num único departamento, essas empresas conseguem atender um número maior de lojas.

Melhores condições de compras

Além do aumento dos ganhos de escala e da redução de despesas, outra vantagem com a união de empresas é o aumento do poder de negociação com seus fornecedores. Por representarem um maior volume de compras, as empresas, que se unem, obtem melhores preços e condições de pagamento junto às indústrias e demais fornecedores.

Surgimento de uma nova classe C

O surgimento de uma nova classe C também é um fator determinante na união de grandes empresas varejistas, pois o fortalecimento do mercado interno abre novas oportunidades de negócios, cujo melhor aproveitamento implica no aumento do número de lojas, o que pode ser alcançado rapidamente com essas uniões.

Para se ter uma ideia da importância da classe C no atual cenário econômico, basta citar que essa parcela da população brasileira, que recebe entre R$ 1.115,00 a R$ 4.807,00 por mês, já representa 46% da renda das pessoas físicas, superando inclusive o peso das classes A e B, que juntas respondem por 44% da renda brasileira.

MPE’s

A união das grandes empresas varejistas serve como lição valiosa para as micro e pequenas empresas brasileiras, pois demonstra de forma clara e inequívoca o valor da cooperação no mundo empresarial.

Além disso, serve também como advertência de que a união é o caminho natural para a sobrevivência num mercado altamente competitivo.

Boris Hermanson
Consultor Sebrae-SP
Março de 2010

Outras Notícias
Página Inicial Quem Somos Serviços Notícias Clientes Materiais Relacionados Contato Blog Copyright © 2017 PA Latino Americana.Todos Direitos Reservados.
Desenvolvido por CriaMedia.